sexta-feira, 8 de outubro de 2010

A Genética do Corno


Ô, rapaz, que cara é essa?

Cara de cu. Cara de cu cagado. Desce uma cerveja. Não, cerveja não, me dá uma cachaça. Daquelas de garrafa de plástico, da bem vagabunda. Quero um maço de cigarros, também.

Desde quando você fuma?

Desde agora. Era pra ter começado ontem, mas não gosto de começar nada na lua minguante. Chega de pergunta idiota e me dá logo esse cigarro.

Por quê isso agora?

Suicídio.

Fumando? Vai demorar um pouco.

Não tenho pressa. Quero me matar aos poucos, para ter certeza que vou sofrer bastante. Quero me matar de câncer.

Bom, você que sabe. Ô Juca, desce aí uma cachaça que eu vou acompanhar o meu amigo descornado aqui. Dor de amor perdido se cura na cachaça mesmo. Levou um pé na bunda daquela uma que você tava comendo, não foi? Um pé na bunda da casada.

Antes fosse. Pior, muito pior. Valeu, Juca.

Puta merda, você engravidou a mulher do outro!

Nada, fiz vasectomia, você sabe.

Claro, claro. Mas o que houve, então?

Pedi para ela deixar o corno pra ficar comigo.

Sério? E ela não quis?

Pelo contrário, falou que hoje mesmo arruma as coisas e vai fugir comigo. Disse que o corno vai chegar tarde em casa. Deve estar fazendo as malas agora.

Mas não era o que você queria? Qual o problema?

Claro que não, tá maluco? Você já me viu de namoro sério com alguém? Só me meto com mulher casada exatamente pra não ter dor de cabeça.

Então por que você fez a proposta, se não era o que você queria?

Sei lá, a foda foi boa. Uma trepada daquelas de deixar o cara zonzo. Falei por que tava com o cérebro dormente, meio chapado da gozada.

Falei pra você que esse negócio de andar com mulher casada ainda ia dar merda.

E da fedida...

Você devia ter mais respeito pelos casamentos, pelas famílias.

Ah, Bigode, não vai querer me dar sermão agora. O cara é baixinho, porra!

E daí? O que uma coisa tem a ver com outra?

Como “e daí”? Baixinho tem que ser corno. Ser baixinho é pré-disposição genética para a cornitude. Mulher gosta de homem alto. Só ficam com baixinhos por falta de opção. No começo acham engraçadinho, fofinho, mas depois o que elas querem mesmo é um homem alto, grande, que permita que elas usem salto-alto, que dê conta de erguê-las pela cintura e prensá-las contra a parede. Baixinho não dá conta disso.

E agora?

Agora vim aqui me matar. Assim me livro dela e do corno. Já comi tudo que é mulher que eu queria, de tudo que era jeito, não tenho muito mais o que fazer mesmo.

Que é isso, rapaz? Você é muito novo para falar uma besteira dessas.

Não meço meu tempo em anos, mas em bocetas. Já tô bem velhinho, vá por mim. E, no mais, a foda de hoje foi um belo dum gran finale.

Não quero lhe desanimar, mas você não vai ficar com câncer com apenas uma carteira de cigarro. Demora um pouquinho mais, caso você não saiba. Que é isso? Que arma é essa, rapaz? Deixa de bobeira. Não vá se matar, rapaz. Pelo menos não no meu boteco. Dá essa merda aqui, deixa isso comigo.

Não.

Anda, rapaz. Você tá nervoso, deixa disso, dá essa arma aqui.

Não.

Eu sou teu amigo, vá por mim, não é assim que você vai se livrar dos seus problemas. Isso, me dê essa arma, assim, isso. Deixa esse negócio comigo, tome mais um trago para relaxar, fume outro cigarro. Depois você vai pra casa, toma um bom banho, dorme, descansa, amanhã você vai estar com as ideias no lugar, vai esquecer essa besteira de se matar.

Bigode, eu vim aqui pra me matar, e vou me matar.

Deixa disso, rapaz, deixa disso...

Bigode...

Que foi, rapaz?

É a sua mulher que tá arrumando as malas agora.

O QUÊ?

Isso mesmo, é a Jandira que tá arrumando as malas agora.

VOCÊ TÁ DE PALHAÇADA COMIGO, SEU MOLEQUE?

Não, tava de palhaçada com ela.

SEU FILHO DA PUTA, EU FALEI PARA NUNCA CHEGAR PERTO DA MINHA MULHER, SEU DESGRAÇADO!

Porra, Bigode, se olhe no espelho. Você é quase anão, careca, barrigudo, usa camisa polo listrada, com brasão bordado, camisa polo listrada com brasão, Bigode, coisa de corno! Você passa toda noite fora atendendo um bando de bêbados. Porra, Bigode, você usa bigode, Bigode. Não bastasse ser baixinho, você ainda usa bigode, Bigode!

SEU FILHO DUMA VAGABUNDA!

Você nasceu pra ser corno, Bigode, pelo menos foi comigo, que sou teu amigo. Podia ter sido qualquer um. A Jandira é bem gostosinha, e não é exatamente uma santa, mas pelo menos foi comigo, que sou teu amigo, não foi com um vagabundo qualquer. Foi com um vagabundo de casa.

SEU PUTO DE MERDA, EU FALEI QUE SE VOCÊ CHEGASSE PERTO DA JANDIRA EU TE MATAVA, SEU FILHO DA PUTA, EU FALEI QUE TE MATAVA!

Eu sei, a arma tá aí na sua mão.

FILHO DA PUTA! EU VOU TE MATAR, SEU FILHO DUMA PUTA!

Anda, Bigode, pára de empombação e anda logo com isso. Pendura aí a cachaça e o cigarro, e descarrega logo essa merda em cima de mim.

O CARALHO! VOU TE MATAR É O CARALHO!

Que é isso, Bigode? Vira essa arma pra cá! Pára com isso Bigode, quem tem que morrer sou eu!

O CACETE! QUEM VAI MORRER SOU EU E VOCÊ VAI FICAR COM A VACA DA JANDIRA!

Com licença, posso falar com vocês?

JANDIRA? O que você tá fazendo aqui?

Vim me despedir.

Olha, Jandira, você não precisa se despedir, não. Fica com o seu marido, vocês têm uma família, uma família linda.

Eu não vou fugir com você.

NÃO?

Hahaha, se fodeu, sua amante não lhe quer mais, seu merda! Mas eu também não te quero mais, sua desclassificada.

Se quisesse, não faria diferença nenhuma.

O quê?

Vim aqui me despedir de vocês dois. Estou indo embora com o Juca.

O QUÊ? VOCÊ VAI DEIXAR O SEU MARIDO POR UM GARÇOM?

VOCÊ IA FUGIR COMIGO, AGORA VAI ME DEIXAR POR UM GARÇOM?

DEIXA DE SER MALUCA, JANDIRA, VOCÊ NÃO PODE ME DEIXAR!

ISSO, VOCÊ NÃO PODE DEIXAR A GENTE!

A GENTE É O CARALHO!

Desculpe, força do hábito.

Olha, vocês são legais e tudo, mas porra, você tem 1,60, Bigode. Mulher não gosta de homem baixinho.

Peralá, se o problema é esse, eu tenho 1,80.

O Juca tem 1,94. Adeus.

Jandira...

JANDIRA...

Ela foi embora.

Tô vendo.

Bandida!

Não fala assim da minha mulher!

Foi mal.

Desgraçada... Garçom filho da puta!

Puta dum filho da puta!

Outra dose?

Você me acompanha?

Claro. Me passa o isqueiro, por favor.

5 comentários:

Daca disse...

Grandes merdas.. ha ha

Shuzy disse...

meeeeh

luiza disse...

"e além de ser baixinho vc tem um bigode bigode!"


ahahahaha


Ri muito.

Paula Nadler disse...

Lindo seu blog!

G. Magalhães disse...

Caralho você é demais.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Adorei....
Seu blog já está nos meus favoritos.
Bjuxx.

P.S> Pessoa casada é melhor mesmo...kkkkk
E mais alto é claro...
kkkkk