segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Um pequeno conforto após o resultado das eleições


Pois eis que findaram as eleições de 2010, exceto a presidencial.

Dos candidatos que votei, apenas Angela Albino elegeu-se deputada estadual, no mais, fui um retumbante fracasso. Meus candidatos todos perderam, mas tudo bem. Perder faz parte do jogo.

Já não estou mais revoltado com o fato de o tribunal superior eleitoral ter permitido a candidatura do Tiririca. Se quase um milhão e meio de pessoas votaram nele, ele mereceu ser eleito.

Pior do que tá fica. Fica e ficou. E é merecido que fique muito pior. Desejo do fundo do meu coração que estes um milhão e meio de pessoas que votaram no Tiririca, tenham todo o dinheiro que pagam - se é que pagam - nos seus impostos, desviado, roubado ou utilizado de uma maneira totalmente despreocupada com o bem estar social, com o compromisso genuíno com a causa pública. Sim, existem pessoas com este comprometimento, poucas, é verdade, mas elas existem. Desejo que estes eleitores se estrepem ouvindo "Florentina de Jesus."

Sinto pelos outros paulistas que certamente estão inconformados com o papelão que seus concidadãos fizeram.

Fico feliz por termos um segundo turno para presidente, embora a minha candidata não tenha passado a diante. Acho positivo. Quem sabe agora a Dilma resolva entrar na campanha, ao invés de tercerizá-la ao sorriso e fala mansa do Lula. Ou talvez seja o contrário, talvez agora é que ele tome conta de tudo, para não correr o risco de ver o Gargamel assumir a sua cadeira no Palácio do Planalto. Independente de quem ganhe, uma coisa é certa, o PMDB - que nunca ganhou, mas nunca perdeu - continuará firme e forte no governo, na situação. O velho MDB, quem diria, virou a exata fotografia do que é a situação, independente da situação. Foi aliado de FHC, de Lula, e será de novo com direito a vice-presidência e tudo, caso a Dilma ganhe. Caso o Serra ganhe, certamente também se aliarão a ele, afinal de contas o PMDB elegeu a maioria no congresso, e não se preside sem o congresso, enfim, nada vai mudar.

Contudo, entretanto, porém e todavia, duas notícias me deixaram muito feliz nesta eleição:

01 - Fernando Elias não se elegeu.

02 - Gervásio Silva também não se elegeu.

Isso é uma vitória inominável para que caminhemos com um mínimo de esperança rumo a uma política que seja pautada na seriedade, na ética, na honestidade, e não no coronelismo regional, nos R$50,00 para gasolina no dia da eleição, na ajudinha para colocar o piso na casa em construção.

O cenário ainda é nebuloso, mas as derrotas destes dois me dão um gostinho muito doce de vingança. Vingança misturada com esperança. Quem sabe não é o começo da extinção desta espécie tão repugnante de politiqueiros?

O mundo seria um lugar melhor, sem políticos como eles.

6 comentários:

jean mafra em minúsculas disse...

realmente, isso é uma vitória!!!

fora gervásio! fora fernando elias!

jean mafra em minúsculas disse...

ah, dê uma lida nisso...

http://noticias.r7.com/blogs/andre-forastieri/2010/10/01/por-que-torco-para-a-vitoria-de-dilma-no-primeiro-turno/

Don Mattos disse...

Jean, mô pombo, não gosto do Forastieri.

Gosto menos ainda desse discursinho adolescente e panfletário dele. Embora ele possua alguns dados verdadeiros, a argumentação é bobinha demais, revoltadinha demais, coisa de velha ranzinza que reclama de qualquer coisa, se chove é uma merda, se tem sol é uma merda, se a feira é durante a semana é uma merda, se é no fim de semana é uma merda, enfim, acho ele um grande babaca. Um babaca que escreve bem, é bem articulado, e sempre tão seguro que intimida, é verdade, mas ainda assim um babaca.

De qualquer modo, obrigado pela dica. Já tinha lido alguns textos dele sobre as eleições, e dei risada da maior parte deles. Se ele acha votar tão inconcebível assim, que se mude para Cuba. Mas vá rápido, pois as coisas estão prestes a mudar por lá. Talvez a Coréia do Norte seja uma opção mais interessante. Lá ele poderá ler tantos gibis quantos quiser, sem ser importunado pela obrigação do voto.

Josué Mattos disse...

Fernando Elias me indignava ver o santinho daquele diabo!

Escrevi também sobre isso, sugere a tua lista lá no meu blog cheirinho

Não interessa disse...

É, escrever bem é uma grande arma, letal!
Qual a diferença da verdade e da realidade?

abs
Guesser

Anônimo disse...

Nesse lixo todo que está virando a política, me preocupo muito de como estará nosso país quando os filhos que ainda não tenho chegarem!!! De como explicar a eles o significado da política. Hoje ainda consigo ter algumas definições plausíveis... mas amanhã não sei. Nós homens estamos cada vez mais ambiciosos e visando a máquina do $$$... isso no trabalho, na amizade, no amor, no comércio... tudo gira em torno dos interesses próprios, apenas. Na minha profissão convivo com diferentes pessoas todos os dias, por telefone, e-mail, ou pessoalmente e percebo que todas tem algo em comum $$$, lucros x lucros. Alguns na busca incansada de ter mais e mais outros pelo prazer de ter apenas para ser feliz.
Nossos políticos estão cada vez mais descarados e o povo cada vez mais enojado e com isso agindo sem medir as consequências.

Um beijo Carol