quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Parece que foi ontem, parece que faz tempo...



É como se fosse sempre a primeira vez.

É como se fosse sempre uma descoberta.
É por que sempre é uma surpresa, um encanto, um arrebatamento.

É assim por que parece que foi ontem.
É assim por que parece que faz tempo.

É por que sempre que ela chega, meu coração, não sei por que, bate feliz quando a vê.
Foi assim na primeira vez.

Foi assim na segunda vez.
É assim o tempo todo, felicidade disfarçada de rotina.

Dá saudade quando ela viaja.
Dá saudade quando vou trabalhar.

Dá saudade a luz de velas.
Dá saudade a luz do dia.

É assim por que é urgente e lento.
É assim por que parece que foi ontem.

É assim por que parece que faz tempo.
E talvez assuste a quem nos assiste, parecendo afobação, uma pressa injustificada em fazer as coisas se resolverem o quanto antes.

Mas não é pressa, é apenas não deixar para amanhã o que podemos viver hoje.
É por que se não for com ela, se não for por ela, se não for para ela, não tem por que ser.

É assim por que parece que foi ontem.

É assim por que parece que faz tempo.
Feliz aniversário, meu amor!
 

2 comentários:

Bruna Rafaella disse...

Que lindo esse amor, parabéns!!!
Isso é um exemplo pra mim, que não acredita na existência de um amor puro!

Priscilla G. R. Mattos disse...

TE AMO!!
Esse foi o meu aniversário mais lindo! Obrigada por fazer parte dele meu amor!

Beijos de nós dois(duas).