terça-feira, 30 de março de 2010

NOTA DE REPÚDIO AVAIANA


Excelentíssimo senhor presidente da república Luís Inácio Lula da Silva.

Certos que estamos de que nas esferas dos órgãos regulamentadores do futebol no Brasil, somos vítimas da mais ardil perseguição, não nos resta outra medida que recorrer à autoridade máxima do nosso país, na intenção de intervir e nos oferecer um pouco de justiça.

A perseguição que cito, não é de hoje que acontece. Já faz alguns jogos que somos vítimas de conluios escusos.

No último dia 17 de março, em jogo válido pela Copa do Brasil, o time do Coritiba esteve no estádio que gentilmente ganhamos de presente do governo do estado, lá na década de 80, e partiu para cima da nossa agremiação, nos pressionando e acuando no nosso campo de defesa do início ao fim do jogo. Será que esse povo paranaense não tem a mínima noção de etiqueta e boas maneiras? Chega na casa dos outros e já quer mandar. Ficamos realmente magoados, chateados de verdade, com aquele nó na garganta, mas seguramos o choro, pois somos valentes. E o nosso artilheiro do Brasil, que gagueja até para fazer gol (só depois da dé-dé-dé-décima tentativa conseguiu acertar), empatou o jogo.

No último domingo, dia 28 de março, em jogo válido pelo campeonato catarinense, o time da cidade de Joinville nos recebeu na sua bela Arena, e mais uma vez um time de futebol mostrou que não tem a menor noção de etiqueta e boas maneiras. Ao invés de tratar bem a visita, oferecer alguma comodidade, eles vieram pra cima com tudo, fizeram um monte de gols. Mas afirmamos, senhor presidente, a culpa é do gramado! Nós queríamos ter jogado bem, de verdade, queríamos mesmo, mas o gramado tinha muita lama, deu nojinho, e voltar para o sul de Floripa com as nossas chuteiras sujas de lama, vamos combinar, ninguém merece!

Mas queremos registrar mais uma vez a nossa indignação, e dizer que estamos REVOLTADÉRRIMOS com o clássico contra o Figueirense Futebol Clube do último dia 24 de março.
Lulinha, foi um A-B-S-U-R-D-O, o que aconteceu, a torcida inteira está C-H-O-C-A-D-É-R-R-I-M-A. Vários foram os lances que favoreceram o time mais vezes campeão do estado, mas citarei apenas alguns, tenho certeza que o senhor, querido presidente, há de concordar conosco:

· Como é de conhecimento público e notório, o time do outro lado da ponte é denominado como o time do povo, eles cresceram jogando bola descalços, com bolas de pouca ou nenhuma qualidade. Já nós, graciosos avaianos, só jogamos com calçados de boa qualidade, para proteger nossos belos pés. Onde eu quero chegar com isso? A BOLA ESTAVA MUITO DURA!!!! Um verdadeiro acinte! Eles estão acostumados a jogar de qualquer jeito, já os nossos jogadores, tinham muita dificuldade para chutar a bola, pois ela estava dura, seca, cheia demais, ardia os pés dos nossos bravos guerreiros de azul;

· Eles afirmam que o Rodrigo Thiesen fez pênalti no Roberto Firmino no primeiro tempo. MAS NÃO É NADA DISSO! A cena que as câmeras mostram claramente, do nosso belo jogador puxando a camisa daquele jogador das classes menos favorecidas, não tratava-se de uma falta. Ele apenas queria testar a qualidade do tecido, pois nos dias de folga ele faz aulas de artesanato em biscuit e corte e costura, e achou bárbaro, aquele tecido utilizado na camisa do Figueirense!

· Como já falei, eles são o time dos pobr... Digo, povo, e estão acostumados a jogar em qualquer horário, na chuva, no sol, de dia, de noite, nós não. A nossa mãe nunca deixou a gente jogar tarde da noite na rua, e mais ainda na chuva!!! UM VERDADEIRO ABSURDO!!! Isso só pode ser coisa do Delfim, marcar jogo para as 21:50, com certeza a intenção dele era boicotar os nossos bravos atletas de azul. Muitos dos nossos atletas estavam preocupados, pois sabiam que chegariam em casa e ganhariam uma bela bronca dos seus pais por estarem até aquela hora na rua. Nem a sagrada instituição da família eles respeitam mais!

· A torcida deles é muito chata e boba, também não têm a menor noção de etiqueta e boas maneiras. Não é por que foram convidados, que necessariamente eles tenham que comparecer. Mas não, tinham que ir e ocupar toda uma parte da casa que o governo nos deu de presente. E não bastasse isso, ainda no ápice da falta de educação ficaram gritando, falando alto, nós na nossa refinada elegância falando baixinho, torcendo sentadinhos e encolhidos para nos proteger do frio e da chuva, e eles lá como um bando de trogloditas, gritando e pulando, fazendo aquela barulheira toda, UM H-O-R-R-O-R!!!

· Nós até íamos elogiar o juiz, pois ele estava super na moda com uma camisa amarelo fluorescente, e amarelo a gente A-D-O-R-A! Mas não bastasse o Delfim ter marcado o jogo para 21:50, o juiz ainda ficou adiando o final da partida, já pensou o que as mães dos nossos atletas não disseram quando eles chegaram em casa?

· O juiz alegou o adiamento da partida por causa de um foguete que um torcedor da nossa agremiação supostamente teria atirado em campo. Quero deixar claro que ninguém arremessou nada, o nosso torcedor estava segurando o sinalizador quando um amigo dele chegou por trás e fez “BÚÚ!”. Ele levou um sustinho e deixou o sinalizador cair, só isso. Foi um sustinho;

· O nosso zagueiro que caiu no campo e começou a rolar, também ouviu o “BÚÚ!”. Não foi cera, foi sustinho. Só isso.

· Como eu já falei, a torcida deles é composta por um bando de trogloditas, e se o senhor prestar atenção no vídeo, perceberá claramente que de tanto que eles pularam nas arquibancadas do nosso belo estádio de tijolinho a vista, as balizas acabaram se movendo, se deslocando. O chute que culminou no gol de empate certamente não entraria, não fosse esse deslocamento causado pelos trogloditas de preto e branco.

Acredito que os fatos supracitados já são argumentos suficientes para comprovar para vossa excelência o quão prejudicados estamos sendo, o quão perseguidos pelas forças que administram o futebol de Santa Catarina e do Brasil, nós somos. Conto com o senhor e com o seu carisma para interceder a nosso favor.
Peço desculpas pelas eventuais letras borradas nesta carta, pois ao escrevê-la não consegui conter minhas sinceras lágrimas indignadas.

Sem mais para o momento, despeço-me cheio de uma revoltinha amargurada!

Com carinho,

O Leãozinho.

11 comentários:

Mai disse...

Sr. Presidente, reitero ainda que a torcida de trogloditas, de forma muito desrespeitosa, cantou e dançou uma música de pouquíssimo valor cultural, intitulada "Reboleition".
Na certeza de sua compreensão, conto com breve providência.

Josué Mattos disse...

David, no mínimo de mal gosto seu texto.

Ofensivo em todos os níveis.

Uma pessoa que escreve às massas, deveria tomar cuidado para não ofender às mesmas. Acho extremamente ruim e burra toda forma de generalização.

Tivemos a mesma criação, e não sou nem de longe, fresco. Sou avaiano. E enquanto publicar algo em local público, tomarei cuidado para não ofender este ou aquele grupo.

Você, ao contrário, sente prazer em ser deselegante. Ofende às mulheres, à bandas e seus músicos, à torcedores que nada tem a ver com suas amarguras.

Ser polêmico é uma coisa, ser grosseiro é outra.

Não verás resposta em meu blog. Por que respeito você e todos os outros torcedores que possam vir a lê-lo.

Não me colocco, tampouco, em cima do muro, de forma alguma, mas reforço que enquanto público, deve respeitar o público. Ou coloque senha e escolha que vai ler este monte de merda.

Quando eu escrevi para você, não sei se você percebeu, mas escrevi para você, por respeito.

As aulas de etiqueta que mencionas tentando ser engraçado, deverias tu frequentar.

Preconceituoso, deselegante e burro seu texto.

Márcio disse...

"Sr. presidente, socorro! Tem um moço bobo e feio que fica tirando sarro do Avaí, tio. Buáááááá!"

hahahahaha

Falta humor ao mundo, e é isso que o seu blog nos dá. Parabéns! Excelente post!

Ronnie disse...

Totalmente deselegante.

Daca disse...

é o retrato da torcida de um time de "massa"..

Ana Paula disse...

Ai aí, é dor de cotovelo de time de série B, fazer o que né, é a única coisa que podem fazer no momento.
Isso mesmo, continue assim falando da gente, sabe como é, falem bem ou mal mas falem de mim.
uahuahauhauhauh... AVAEE MEU AVAEEEE, TU JA NASCESTE CAMPEÃO.....

Anônimo disse...

Assim como falta a alguns o amor, falta em outros o senso de humor.
O que é falta de respeito e deselegância é o que acontece em Brasília! Se preocupe com os sendores!! Agora vir se preocupar com um texto do Don Mattos?! Achar ofensa!? Não quero desmerecer o texto, pois o achei ótimo, mas acho que o Mattos não é nem digno desse tipo de comentário. Ele faz textos humorísticos, tira sarro da vida, não deixa a moda do politicamente correto inteferir na sua criatividade (GRAÇAS A DEUS!), o Mattos vê graça nas coisas mais absurdas e consegue fazer com que nós também achemos graça nisso através dos seus textos. Não leve determinadas coisas tão a sério, preocupações desnecessárias causam envelhecimento e ejaculação precoce.

Mattos sugiro colocares no teu blog aquele aviso: o conteúdo apresentado neste blog não representa, necessariamente, a opinião do autor.
Caso você não esteja preparado psicologicamente para ser surpreendido com o exposto recomenda-se a não leitura dos textos a seguir. (claro que tens capacidade de escrever uma advertência bem melhor, mas fica a dica)

Amor, Respeito e Confiança é fundamental disse...

Sr. Dom Mattos

Todos temos o direito de se expressar,certo?
Saber como é mais importante.
Você foi muito infeliz ao redigir e tornar público esse texto de mau gosto, de uma forma grosseira e ridícula.
Com certeza você conseguiu se superar, pois quando queres escrever, escreve muito bem que chega a emocionar quem o lê.
Precisamos sim de humor, dar boas risadas, emocionar-se, chorar... para seguir em frente todos os dias, amenizar o cansaço do dia-a-dia, as brigas de amor, as diferenças, enfim, você tem o dom de fazer isso... mas não precisava chegar no ridículo...

Att.

Anônimo disse...

Esses comentários são surreais!
Nunca ouviram falar em rivalidade entre clubes?
Esse foi o primeiro texto que leram tirando sarro de um adversário no futebol?
Fala sério!
É só rivalidade, ponto.

Anônimo disse...

E viva aos bens resolvidos futebolisticamente!

Anônimo disse...

Infeliz..