quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Dica do Don: Moda!


Tá, eu sei, foi muito viado esse título e, mais viado ainda falar de moda. Mas não tenho como fugir do assunto que é tão presente no nosso cotidiano.

Regra básica: Quer saber o que não usar? Veja o que está na moda!

Nada possui mais mau gosto do que a moda. Ela é brega por excelência, o seu âmago é composto da mais absoluta e completa falta de critério.

Todos nós já nos deparamos com aquela foto de uns cinco, seis anos atrás em que quando a olhamos, pensamos: “putaqueopariu, como eu tive coragem de sair com uma roupa dessas na rua?” “caralho, como é que eu podia achar esse corte de cabelo bonito?”

Para ficar mais claro, vale uma contextualização histórica.
A palavra moda, não é uma derivação de “modelo” “modelagem”, como muitos acreditam ser. Na verdade esta palavra é o nome de uma antiga rainha Vicking, que dominava todos os mares nórdicos na virada do século IV para o século V, era a Rainha Moda Fökehr.


Todos os prisioneiros de guerra das nações derrotadas pelos impiedosos vickings, eram levados até a Rainha Moda Fökehr, que para mostrar sua superioridade sobre a nação dominada, obrigava-os a vestirem-se de maneira ridícula, humilhando-os diante da multidão que se divertia vendo-os trajarem calças quadriculadas com um adidas branco e cadarço verde-limão, uma camiseta regata rosa cintilante e um lencinho com caveirinhas no pescoço. Isso sem contar o óculos escuro de armação quadrada branca de acetato, modelo Tom Cruise no filme Cocktail, e um chapeuzinho de feltro quadriculado pendendo para um dos lados da cabeça, a lá Waldick Soriano.

Tenho amigos extremamente modernosos, superprafrentex, sempre ligados nas últimas tendências. Mas não existe tendência mais perigosa, do que ir atrás da palavra tendência.
Se essa palavra acompanha alguma sugestão de vestimenta, do tipo: “menina, esse corte de vestido de uma manga só, sendo que esta única manga é fofa, é a tendência da nova estação!” PELO AMOR DE DEUS, NÃO USE! A tendência tende a avacalhar com a tua cara!
Tendências podem até ficar bem em astros do rock e estrelas do cinema, mas por mais doído que seja admitir, admitamos, você não é nem um, nem outro!

Entre as senhoritas, a onda do momento são as blusas de cores ofuscantemente berrantes. Blusas, sandálias, óculos, pulseiras, brincos, unhas em cores verde-limão, amarelo berrante, rosa cintilante e mais uma série de exageros tão bonitos quanto imaginar o Silvio Santos pelado só de meia preta.
Minhas queridas, acreditem no titio aqui, essas cores não são bonitas. Talvez demore um pouco para você perceber, uns dois ou três meses (a moda é cada vez mais volátil), mas você vai perceber, acredite! Sem contar que é arriscado demais usar uma roupa dessas, vá que você esteja passeando de barco com uma dessas blusas, e de repente a embarcação começa a balançar. Alguém preocupado com a segurança de todos pode te jogar no mar achando que você é um sinalizador. Ou seja, além de feia de dar dó, a sua blusa pode representar um grande risco à sua integridade física!

Se a sua unha está pintada num tom claro, suave, você está sendo discreta.
Se a sua unha está pintada de vermelho, escarlate, você está sendo um tanto mais sensual.
Agora, se a sua unha está amarela tal qual uma caneta marca-texto, aí, minha filha, você está doente! Vá urgentemente procurar um médico!


Algumas coisas são de gosto questionável, por exemplo, homens com camisas quadriculadas, aquela tal da moda Indie. Em alguns, até que a roupa cai bem, mas são poucos. A maior parte dos caras que vestem uma camisa destas, ficam parecendo um plantador de fumo de Braço do Norte. (não estou falando mal dos plantadores de fumo, estou dizendo que o que eles usam para trabalhar, outros usam para ir à balada achando que estão bem vestidos. NÃO ESTÃO!)

Outra belezura bastante comum, são estas calças que os “fundilhos” vão até a altura dos joelhos que algumas mulheres e, pasmem, até homens (será?) usam. Como se fosse uma bombacha com a dispensa da bota. Essa, acho que é uma das coisas mais feias que vi nos últimos tempos, uma das maiores sacanagens da rainha Moda Fökehr. Não há corpo no mundo que fique bonito em uma calça que faz quem a usa parecer que está cagada(o).

Enfim, as atrocidades vestuárias são muitas: calça embaixo da bunda com a cueca da bad boy aparecendo, boné do tamanho de uma panela com a aba reta e torto na cabeça,rapazes com os cabelos cuidadosamente desarrumados, com formas quase artísticas em suas madeixas de tão elaborada que é a desorgainzação capilar feita a base de gel ou "mousse"(na minha época musse se comia, mas tudo bem...) para os cabelos (aliás, qualquer homem que demore mais do que 15 segundos para pentear os seus cabelos, deve ter a sua masculindade questionada!), sandália (ou seria um tênis, ou seria um sapato?) de borracha, que parece um sapato de playmobil ou algo que o valha, “Ah, mas é confortável pra caramba, parece que eu estou descalço!” E DAÍ? ANDA DESCALÇO, ENTÃO, VAI SER MENOS FEIO! Andar pelado também é confortável, mas nem por isso eu saio na rua vestido de Adão!, Cabelos com moicanos, cabelos com mechas rosa, gel em excesso, topetes em excesso, justo em excesso, solto em excesso, tudo em excesso é excesso, passou do limite, óculos escuros coloridos com armação quadrada de acetato (Jean, meu querido, eles não são bonitos...).

Estes óculos foram o começo dos anos 80, E OS ANOS 80 FORAM HORRÍVEIS! Estou só esperando a repetição da moda que veio a seguir, aquele gel com glitter da onda new-wave. Já, já alguém aparece usando, tenho certeza.

Tudo isso é brega, muito brega, acredite! Você está anestesiada(o) neste momento, mas vá por mim, daqui a pouquíssimo tempo você vai perceber que não era legal aquilo que você até bem pouco tempo, usava.
E mais, se é para ser brega, escute Wando, Amado Batista, que são bregas de verdade sem a intenção de parecer modernoso.

“ai, como tu é chato...” Não, minha querida, sou sensato.

Lembre-se da dica do Don: quer saber o que não usar? Veja o que está na moda!

3 comentários:

Shuzy disse...

Clap* clap* clap*


( MtO bom! )

jean mafra em minúsculas disse...

ahahahaahahahahahahahaahahahah

david, beijo me liga!!!

(p.s. essa moda föhker teve um ataliê no qual se destacou um costureiro cearense chamado raimundinho kwell)

Manuela Penzlien Medeiros disse...

HAHAHAHA!!!
Concordo plenamente com 98% do que você disse - o rosa fluorescente das unhas chama-se "rosa chiclete" - , mas esqueceu-se de um detalhe - caso tenha se referido ao Jean do Mottorama -, não olvide, ele pooooode, porque ele é um astro da música eletrônica! Cof cof – zuuuuuuuura bee! -.
Aquele 1% que restou, eu deixo para a modinha indie – não seja tão radical, eles tem certo charme sim, mesmo que seja a sedução dos colonos ou nerds - eu acho bonitinho vai...
A Moda Fökehr e todos esses estilistas bichotes esquizofrênicos que acreditam ser artistas e, no fundo não passam de autistas, realmente só têm uma missão na terra: criar coisas ridículas para que pessoas desprovidas de bom gosto/senso usem, enquanto acreditam que estão ARRAZANDO!!!